Ester Farias de Oliveira

Momentos e Movimentos, Lúcidos Pensamentos

Textos


O AMOR  NÃO SENTIDO

 

Insistente olhar naquele temível horizonte,

vendo um nascer de sol nublado e escondido;

coberto da escuridão de um sonho esquecido;

Até que se revela aquele desamor no monte.

 

Os verbos eram o dito pelo não dito. Malditos!

Sentindo aquele vento aquecido e tão fedido.

Palavras não faziam qualquer mínimo sentido.

Ações desperdiçadas em músculos caídos.

 

Bailes de máscaras,  filmes de terror.

Movimentos sem ritmos e sem pudor.

Não há preconceito onde não tem cor.

 

Mergulhados em um grande buraco negro

Onde nada se sabe e tudo é segredo

Tantos beijos de lábios sem qualquer enredo.

 

 

Ester Farias de Oliveira
Enviado por Ester Farias de Oliveira em 29/06/2022


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras