Ester Farias de Oliveira

Momentos e Movimentos, Lúcidos Pensamentos

Textos


DUAS LÁGRIMAS DE AMOR
(Ester Farias de Oliveira)

 
Uma única lágrima deslizando seu rosto.
A solidária gota dos olhos maternos surgiu.
Assim foi o encontro depois de um desgosto.
Então da culpa e da verdade ele não fugiu.

Filho que nessa armadilha do ego adoecia.
Provocando dores, desamores e demência.
Uma mãe não cansaria e sempre insistiria.
Era a Luta contra o mal e a sua eloquência.


Antagonismo do bem e do mal numa mente.
Equívocos que trazem no espírito confusão.
Inimigos inventados de quem nunca os vence.

A busca de equilíbrio de mente e coração.
Mal sempre  previsível e ainda insistente.
Ajuda vem de um ser que ama com paixão.

(efo)
 
Ester Farias de Oliveira
Enviado por Ester Farias de Oliveira em 13/01/2015
Alterado em 04/07/2016


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras