Ester Farias de Oliveira

Momentos e Movimentos, Lúcidos Pensamentos

Textos



DIFÍCIL OU MAL CANTADA?!

Minha irmã, quando mais jovem, era uma mulher encantadoramente linda. Loira e enormes olhos verdes, 1,68 de altura e muito elegante.
O seu marido gostava de encher a boca pra dizer que seu irmão perguntava a ele como tinha encontrado uma mulher tão linda pra casar.
Então ele repetia sempre:
- Não existe mulher difícil. Na verdade o que há é mulher mal cantada.
Essa frase era o slongan preferido dele, mormente quando bebia além da conta.
Então, um dia perdi a paciência e perguntei a ele:
- Mas o fato de uma mulher precisar de uma cantada especial não a torna difícil?
Fiquei sem a resposta. Ele olhava pra mim desconcertado. Depois disso, nunca mais repetiu essa vã filosofia.
Enfim, ser uma mulher fácil ou difícil. Um homem fracassado ou bem sucedido. É tudo questão do movimento. Estereótipos são tentativas de tornar absoluto o que, por sua natureza, é relativo e dinâmico.

Podemos ser número ou pessoa, tudo depende da escolha.
Viver pela profissão ou agir com o coração.
Seguir uma religião ou ser verdadeiro cristão.
Fazer em nome da política ou amar o próximo.
Seguir a maioria injusta ou lutar pela justiça.
Procurar a felicidade própria ou construir um ambiente feliz .
Exigir uma boa companhia ou sonhar em dividir coisas boas
O que você quer ser quando crescer?
Número ou pessoa.

 
 
Ester Farias de Oliveira
Enviado por Ester Farias de Oliveira em 08/01/2010
Alterado em 10/01/2014


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras